O que é deepfake e como aproveitar essa tecnologia

Deepfake é o nome da tecnologia que faz uso de Inteligência Artificial para substituir rostos em vídeos e imagens, chegando muito perto da realidade. Devido à facilidade de execução, a técnica vem se estendendo para novas funções.

O método é simples e barato, basta estar por dentro dos acessos a algoritmos e conhecimentos de deep learning, ter suporte de um processador gráfico e um grande banco de imagens. Unindo esses pilares, é possível desenvolver um vídeo falso capaz de confundir qualquer pessoa.

A tecnologia pode ser grandiosa para o mercado, um exemplo disso é a reconstrução de faces, que já é utilizada para funções como os Animojis da Apple.

Neste texto você descobrirá mais detalhes sobre a técnica e como ela pode impactar diretamente a comunicação, principalmente dentro de uma indústria. Continue lendo!

Como o deepfake surgiu?

O termo “deepfake” começou a circular no final de 2017 por conta de um usuário do Reddit que postava vídeos íntimos falsos de celebridades. Por meio dos softwares de deep learning, ele apenas inseria os rostos que desejava em clipes que já existiam. Depois do episódio, deepfake passou a indicar uma diversidade de vídeos editados com Machine Learning, assim como outras capacidades da Inteligência Artificial.

O uso da tecnologia é altamente vantajoso, principalmente levando em consideração o mercado publicitário e educacional, que necessita de inovações com frequência.

Entenda como a tecnologia funciona

Os conteúdos deepfake podem ser de vídeo ou áudio, alterados para parecer que alguém disse ou fez alguma coisa. Normalmente, utilizam-se vídeos de outras pessoas como base, e a partir dele novas ações serão simuladas. O avanço da Inteligência Artificial permite que os pontos focais de um rosto sejam identificados, decorando suas relações e posições. Na sequência, esses pontos são detectados na face de quem será inserido na gravação principal.

Como a deepfake pode ser vantajosa para o mercado?

Aos poucos, a tecnologia já se mostra eficiente em inúmeros setores, como na saúde para identificação de doenças, e até mesmo em dinâmicas de entretenimento híbrido, como reuniões empresariais. Também há um impacto para a comunicação, tendo em vista que será possível conversar com qualquer pessoa, esteja ela em qualquer lugar do mundo ou falando um idioma diferente do seu.

A deepfake tem o poder de ajustar a dublagem ao que é visto numa cena, além de deixar o resultado mais dinâmico e facilitar a leitura labial realizada pelos surdos. Assim, é uma saída estratégica para empresas que desejem inovar na produção de seus conteúdos.

Mesmo que programas gratuitos já estejam sendo utilizados para produzir deepfake, é preciso contar com o suporte de uma placa de vídeo com alta qualidade para o processamento acontecer dentro dos conformes. A tendência é deixar o procedimento mais simplificado pouco a pouco, contando com o avanço cada vez mais rápido da Inteligência Artificial.

A possibilidade de facilitar a vida de profissionais

O cinema também se beneficia bastante com a tecnologia, sendo possível que artistas vendam sua imagem para aparecer em campanhas de publicidade sem precisar estar, de fato, na produção dos conteúdos.

Já imaginou ter sua imagem numa reunião de negócios sem precisar sair de casa? Essa é mais uma das diversas funcionalidades que a deepfake pode nos apresentar.

Para ficar por dentro de outras tecnologias como essa, entre em contato com a Arklok.

Interaja conosco também pelas nossas redes sociais LinkedIn, Facebook e Instagram e fique por dentro de todas as soluções.

Até o próximo post!

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSOS CONTEÚDOS E PROMOÇÕES

mobile-newsletter-arklok