Entender a diferença entre CAPEX e OPEX potencializa o investimento em TI

A melhor infraestrutura de TI é aquela que gera redução de custos e agrega valor ao negócio

Com características diferentes, o CAPEX e o OPEX são siglas para “Capital Expenditure” e “Operational Expenditure”, que são conceitos financeiros e administrativos utilizados na aquisição de ativos de TI para empresas, independente do porte, serviço ou produto. Cada tipo de investimento altera a administração do orçamento, por isso, antes de investir é necessário entender qual é a melhor estratégia possível na compra dos ativos.

Independente da área de atuação, as companhias normalmente investem em ativos para sustentar o seu negócio, como com veículos, estação de trabalho, maquinário, infraestrutura de TI, entre outros. E é justamente nessas aquisições que entram essas duas modalidades diferentes que estamos abordando neste artigo. 

A escolha entre as categorias CAPEX ou OPEX determina a maneira da utilização dos recursos, o monitoramento e gestão financeira do negócio, proporcionando uma gestão mais inteligente e econômica, com acréscimo de outros benefícios.  As áreas de infraestrutura de TI — onde há uma necessidade mais frequente de atualizações —, devem ter uma estratégia de investimentos bem pensada e, por isso, é importante entender o que o mercado oferece e escolher a melhor alternativa para a empresa.

Na administração de ativos de tecnologia, a opção por uma das duas modalidades trará também diferenciações na gestão de tecnologias, como no monitoramento, suporte e na estrutura da equipe destinada ao departamento.

O que difere CAPEX de OPEX?

O CAPEX, no universo da tecnologia, indica a quantidade de recursos financeiros destinada à compra de bens de capital, como para infraestruturas físicas de TI — hardwares, softwares, impressoras, computadores, entre outros —, das companhias.  Já o OPEX se trata do montante de recursos financeiros que as empresas usam na atividade dos seus bens de capital, como: os serviços de manutenção de computadores e de outsourcing de TI.

Tanto a locação como a terceirização de TI se enquadram na categoria OPEX, pois não só utilizam uma infraestrutura tecnológica alugada, mas também repassam os processos de diagnóstico, desenvolvimento e implementação de sistemas para um fornecedor de outsourcing. Com isso, há uma diminuição das despesas com CAPEX — que inclui o uso e desgaste dos equipamentos próprios, manutenção, depreciação, gerenciamento e até o seu descarte —, permitindo o uso dos recursos financeiros economizados em outros departamentos ou projetos da organização.

Por isso, o outsourcing de TI se mostra uma opção mais vantajosa do que a compra tradicional, pois a empresa contrata não apenas os ativos tecnológicos, mas também um conjunto de serviços para manutenção, suporte, troca de equipamentos e aparelhos formatados, com segurança e com o benefício de poder contar com a experiência da equipe do fornecedor. Por ser extremamente vantajoso, esse mercado está em expansão e tem sido muito requisitado por companhias de diferentes segmentos.

A aquisição e tecnologia por CAPEX paralisa a infraestrutura de TI, já por OPEX, há a vantagem de contratar apenas o necessário naquele momento, com escalabilidade e a facilidade de acompanhar os avanços tecnológicos. Afinal, manter-se atualizado em todo aparelhamento tecnológico, é muito importante para os desenvolvimentos das empresas que estão focadas em expansão, mais vendas e lucros. Por isso, é mais vantajoso locar a infraestrutura de TI, proporcionando a redução das despesas com aquisição e aumentando significativamente o ROI (Retorno Sobre o Investimento) do sistema.

Como escolher um parceiro de outsourcing de TI?

Lembre-se de que o fornecedor de TI é um parceiro de negócio da sua empresa. Por isso, precisa ser confiável, experiente e disposto a contribuir com o desenvolvimento da companhia.  Garanta que seja uma empresa que assegure a segurança das informações e, além disso, ofereça uma infraestrutura inovadora e atualizada. A Arklok é uma das principais empresas de full outsourcing de infraestrutura de TI do Brasil — detém 30% do Market Share do segmento por entregas ágeis e melhor SLA —, e oferece solução no modelo OPEX que entrega todos os aparelhamentos tecnológico, suporte e gerenciamento necessários para a infraestrutura de TI da sua empresa.

  • E aí, as informações deste texto foram úteis para entender as diferenças entre CAPEX e OPEX?

Para conhecer melhor a solução de outsourcing de TI da Arklok para a sua empresa, siga nossas redes sociais: LinkedInFacebook e Instagram.  Caso tenha dúvida sobre esse assunto, deixe uma mensagem para que possamos ajudá-lo!

Até o próximo post!

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSOS CONTEÚDOS E PROMOÇÕES

mobile-newsletter-arklok