Área De TI: Terceirizar Ou Ter Uma Equipe Interna?

A melhor alternativa é aquela que traz inovação, redução dos custos fixos e operacionais, foco no core business e eficiência no atendimento e no suporte

Os dois últimos anos foram marcados por uma grande influência da tecnologia na reestruturação de empresas de diferentes tamanhos e tipos de negócios. Por causa disso, a restruturação de processos, a reinvenção de modelos e o investimento em inovações se tornaram medidas urgentes e inevitáveis.   

O avanço na utilização de infraestrutura tecnológica agiliza os processos rotineiros e garante a segurança dos dados organizacionais e é uma estratégia que se torna um diferencial competitivo no contexto digital. Com isso, aquelas empresas que ainda estão se estruturando ficam em dúvida se devem terceirizar a área de TI ou investir em uma equipe interna?

Muitas companhias têm uma certa desconfiança da terceirização dos serviços de TI, pois pensam erroneamente que dificultaria o controle dos processos, esquecendo-se que toda e qualquer parceria deve ser respaldada por contrato. Além disso, a própria companhia pode acompanhar o serviço de perto e validar cada procedimento, o que garante a qualidade dos serviços.

Entendendo as vantagens e desvantagens de terceirizar a área de TI ou investir em equipe interna

Uma empresa que possui o seu departamento interno de TI, tem uma equipe em tempo integral e dedicada, que precisará dominar todas as especialidades da área. Como os segmentos tecnológicos são amplos e de rápido desenvolvimento, a companhia teria que arcar com vários cursos, a fim de deixar a equipe sempre atualizada.  Além do gasto com treinamentos, a empresa arcará com todas as despesas trabalhistas, disponibilizar a infraestrutura necessária e investir frequentemente em atualizações de equipamentos.

Já a terceirização de TI é uma opção que reduz gasto e, por isso, vem apresentando crescimento no Brasil, diante do cenário de crise econômica. Esse uso estratégico com menos custos na área de tecnologia faz com que as empresas invistam mais em áreas que aumente a produtividade e competitividade de mercado.

Parcial ou integral, a terceirização apresenta outras vantagens, como a contratação customizada, conforme a necessidade da empresa e no período desejado, o que representa um excelente custo-benefício. Além disso, a empresa terá à sua disposição uma equipe bem qualificada e atualizada para lidar com as mais diversas tecnologias, entre aplicações, equipamentos, softwares e sistemas operacionais.

Depois de entender as diferenças entre terceirizar a área de TI ou ter uma equipe interna, você precisa considerar as necessidades e o orçamento disponível da sua empresa. Lembre-se que esse serviço pode ir além de suporte e manutenção e atender também as demandas de infraestrutura, entre outras necessidades mais pontuais.  O outsourcing de TI envolve a terceirização com a locação dos equipamentos de tecnologia que sua empresa precisa, o que proporcionará atualizações frequentes, gerenciamento dos equipamentos, suporte com equipe de especialistas, suporte 24/7, entre outras comodidades.

Ao se decidir por esse serviço terceirizado, busque uma empresa que seja referência nesta área de tecnologia. Conheça seu histórico e certifique-se de que seus profissionais sejam qualificados e tenha soluções alinhadas às tendências do mercado, como é o caso da Arklok.

  • E aí, tem mais alguma dúvida sobre esse assunto?

Confira mais sobre locação de equipamentos neste texto que postamos aqui recentemente. Acesse também as nossas redes sociais LinkedInFacebook e Instagram  e fique por dentro das soluções disponíveis para sua empresa!

Até o próximo post!

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSOS CONTEÚDOS E PROMOÇÕES

mobile-newsletter-arklok